Últimos dias de inscrição para o Curso de Dança Contemporânea

Curso de Dança Contemporânea (iniciante e intermediário) no Espaço Cênico O LUGAR, sede da Cia. Corpos Nômades (São Paulo). Com João Andreazzi.

Início do curso do primeiro Semestre acontecerá no dia 07/03/2017.
Terças das 20h às 22h15.
Rua Augusta, 325 (entre as Ruas: Marquês de Paranaguá e a Caio Prado, enfrente ao Parque Augusta – São Paulo).
Número de Vagas: 20
Público alvo: Intérpretes e estudantes de dança (iniciante e intermediário).
e-flyer-aulas-2017-vermelho
Importante: Confirme sua vaga encaminhando um e-mail para (ciacorposnomades@gmail.com), com o assunto: Aulas 2017- 1º semester/2017, incluindo seu nome e telefone. Em seguida receberá um e-mail, informando o procedimento necessário para a confirmação.

Professor João Andreazzi – das 20h às 22h15.

Andreazzi criou esta aula de dança contemporânea a partir de experiências corporais vivenciadas desde os anos 80. A aula, fruto de um trabalho corporal que deu origem a uma linguagem de movimentos, foi elaborada em 1999, quando o coreógrafo retornou da Holanda, após dois anos de estudo na School for New Dance and Development. Esse trabalho que também deu origem à Cia. Corpos Nômades, e que carrega princípios da idéia do nomadismo na dança, tem os seguintes preceitos: permitir a fluidez do corpo pelo espaço utilizando o próprio impulso, sem ficar preso em contagens, formas, marcas; deixar o corpo experimentar o espaço externo e interno através do movimento. No escopo do curso há uma ênfase no trabalho de chão (floor work) e na técnica de expansão das articulações partindo da fonte do movimento, respeitando os órgãos e os sistemas do corpo. Por meio desse método, Andreazzi tem propiciado uma sólida formação a muitos artistas em dança contemporânea.

Início do curso do primeiro Semestre acontecerá no dia 07/03/2017.
Terças das 20h às 22h15.
Rua Augusta, 325 (entre as Ruas: Marquês de Paranaguá e a Caio Prado, enfrente ao Parque Augusta – São Paulo).
Número de Vagas: 20
Público alvo: Intérpretes e estudantes de dança (iniciante e intermediário).
Valor mensal: R$280,00 (sem taxa de matrícula), para 04 aulas no mês. Caso desejar pagar por dois meses adiantado, terá um desconto de 7%. Aula/Experimental ou avulsa: R$80,00.
Este curso, a princípio acontecerá durante os meses de março e abril de 2017.
Mais Informações: 05511.3237-3224 ou 992314457 (período das 14h às 20h).
 

João Andreazzi, inicia sua carreira como ator, performer, bailarino e coreógrafo na década de 1980. Em 1990, passa a pesquisar o corpo e a dedicar-se ao ensino da Dança. Coreografa nos anos 1990 os espetáculos “Película da Retina”, “Dark Lady”, “Aventurança”, “Yorick “ e “As Últimas Tentações de Santo Antão”. No período de 1996 a 1998, vive na Holanda, como bolsista do Ministério da Educação na School for New Dance and Development, em Amsterdã, onde cria três coreografias: “Under One’s Very Eyes”, “Password:003” e “Shoot in the Hood” para o Teatro Melkweg, sendo uma delas selecionada para o Nederlands Dans Dag de 1998. Ao regressar da Holanda, em 1999, desenvolve o projeto “Things – m@loc@/F@vel@ – as Coisas”, envolvendo a cultura do Hip-Hop, do samba e dos índios guaranis. Esse contato inicial resulta o projeto “corpos nômades”. Ao término do processo surge a Cia. Corpos Nômades com o espetáculo “OOZE/EZOO” (2000) que, inspirado em poemas de Samuel Beckett, funde a dança contemporânea com elementos de hip-hop e vídeo-arte. A partir de então, seu currículo funde-se ao currículo da Cia. Corpos Nômades, assinando todas as coreografias desde então. Como coreógrafo e bailarino, ganha diversos prêmios (APCA, indicação Mambembe, Flávio Rangel, Bolsa da CAPES, Bolsa Vitae para o American Dance Festival, etc.). Como professor de dança contemporânea (criação, improvisação e técnica) vem ensinando desde 1990, em diversos locais.

 

DSC00052

Curso de Poesia e Xamanismo com Claudio Willer

Curso de Poesia e Xamanismo com Claudio Willer

poesia e xamanismo 2017 vermelho

Nos dias 08, 15 e 22 de março de 2017. Número de participantes: 40 pessoas. Público alvo: pessoas acima de 16 anos interessadas no tema. Valor do ingresso: R$30,00. Quartas das 19h30 às 21h30. Os interessados podem retirar/comprar o ingresso no Espaço Cênico O LUGAR de segunda a sexta das 15h às 18h, exceto no Carnaval (dinheiro ou cartão). Quem comprar para os 3 dias, pagará meia entrada. Para reservas de ingressos enviar um mensagem para o e-mail ciacorposnomades@gmail.com, com assunto: Poesia e Xamanismo, mencionando quais os dias e  quantos ingressos.

IMG_1571

POESIA E XAMANISMO: MAGIA E EXPRESSÃO POÉTICA

Curso com três aulas

O que é um xamã? A que modalidades de magos, feiticeiros e sacerdotes se aplica o termo? Até que ponto alguns poetas podem ser identificados a xamãs? O que em suas obras justifica essa associação? Por que uma declaração como “O Eu é um outro” de Rimbaud corresponde a algo típico do xamanismo? Qual a contribuição de Herberto Helder à compreensão das afinidades de poesia e xamanismo? Um poema como “O índio interior” da Invenção de Orfeu de Jorge de Lima pode ser lido como xamânico? O soneto “Versos dourados” de Gérard de Nerval é poesia xamânica? Cabem as associações de Antonin Artaud ao xamanismo? Quais os principais poemas que retomam o tema das descidas aos infernos ou ao reino dos mortos? O mito de Orfeu – patrono dos poetas – é xamânico?

Xamanismo e xamãs têm sido objeto de interesse crescente nas últimas décadas. Entre outras razões, pela universalidade de suas manifestações. O termo, originariamente aplicado a sacerdotes ou feiticeiros siberianos e uralo-altaicos, deve sua extensão, consideravelmente, a Mircea Eliade, autor de O xamanismo e as técnicas arcaicas do êxtase, livro de 1951, que registrou suas manifestações em povos e sociedades de diferentes lugares e períodos. Examinou iniciações com viagens aos céus e ao centro da terra, subidas e descidas ao longo de um eixo do mundo; experiências de morte e renascimento, destruição e reconstituição do corpo; utilização de substâncias psicoativas; o ocasional travestimento ou transexualidade; as provas de aquisição de poderes como profetizar, curar, deslocar-se. E a expressão através de outra linguagem –origem da poesia – possibilitando a comunicação com espíritos, animais, a natureza.

Tudo isso vem sendo retomado por antropólogos, historiadores das religiões, e também poetas e estudiosos da literatura, com o acréscimo, ainda dos depoimentos dos próprios xamãs: um bom exemplo recente é o livro A queda do céu: palavras de um xamã yanomami, de David Kopenawa e Bruce Albert – com prefácio de outro autor de contribuições importantes, Eduardo Viveiros de Castro.

Correlatamente, vem sendo observada a afinidade do xamanismo com modos de expressão poética. Temas e traços do xamanismo podem ser encontradas em uma diversidade de autores, desde Dante Alighieri, passando por William Blake, Gérard de Nerval e Rimbaud, até modernos e contemporâneos como Jorge de Lima, Antonin Artaud, Vicente Huidobro, Herberto Helder, Michael McClure, Jerome Rothemberg, Roberto Piva e outros mais recentes.

Em julho de 2016 dei uma extensa palestra a respeito. Mas não consegui cobrir todos os tópicos e autores que havia proposto. Sobrou assunto. E, desde então, novas leituras mostraram-me outras interpretações e modos originais de examinar o assunto. Daí agora programar um curso com três sessões.

O objetivo é, em primeira instância, enriquecer a leitura da poesia, possibilitando enxergar mais sentidos e novas interpretações, além de ampliar a sensibilidade dos leitores.

Chamamento para Assistente de Produção – 2017

Chamamento para Assistente de Produção – 2017

especulador-6

Precisamos de ASSISTENTE DE PRODUÇÃO, para as atividades da Cia. Corpos Nômades no Espaço Cênico O LUGAR, localizado na cidade de São Paulo, Baixo Augusta, durante o ano de 2017.

Encaminhar curriculo completo, com foto, dados pessoais (com data de nascimento), para o e-mail ciacorposnomades@gmail.com, com o Assunto: Assistente de Produção. Até o dia 13/03/2017.

Na entrevista com os selecionados conversaremos sobre o valor do pagamento, que poderá ser de R$800,00 até R$1.700,00, de acordo com a disponibilidade e com os projetos.

2017 10 anos o lugar

ATENÇÃO – Funcionamento péssimo do Telefone VIVO TELEFÔNICA

O TELEFONE VOLTOU A FUNCIONAR! Pedimos a todos que tentarem contato por telefone, caso o mesmo estiver sem sinal e a secretaria eletrônica do Espaço Cênico O LUGAR não for acionada, favor entrar em contato por e-mail ou pelo celular informados abaixo.

Informamos a todos, que estamos tendo problemas com a VIVO TELEFÔNICA, com o telefone (11-32373224- novamente não esta funcionando) Utilizamos para dar informações, agenda dos guias dos jornais, fazer pagamentos e tantas outras coisas. INFELIZMENTE já faz 10 anos, que enfrentamos problemas todos os anos  com esta empresa, reclamamos constantemente com a VIVO e com a ANATEL e sempre volta a não funcionar. É UM GRANDE TRANSTORNO!!! PEDIMOS DESCULPAS A TODOS! O pior não temos como utilizar outra empresa, pois ela é a única que atende aqui. PEDIMOS para utilizarem o e-mail ciacorposnomades@gmail.com e o celular 05511-992314457. AGRADECEMOS IMENSAMENTE!

Espaço Cênico O LUGAR! 10 anos de eXistência! 10 anos de eXperimentos !

2017 10 anos o lugar

2017

 Espaço Cênico O LUGAR

10 anos de eXistência!

10 anos de eXperimentos ! 

 

O LUGAR é terreno fértil para quem investiga forma e cria.

O LUGAR é espaço aberto a artistas cênicos que realizam no corpo o que pensam, originam novos experimentos e estão atentos a diversas maneiras e possibilidades de ocupar a cena.

O LUGAR apresenta um espaço para as inteligências múltiplas onde abrigará os conceitos e as práticas do fazer corporal.

O LUGAR sedia a Cia. Corpos Nômades que, com toda sua inquietação e inconformismo, gera criações inspiradas em Beckett, Artaud, Baudelaire, Mallarmé, Rimbaud, Cocteau, Leminski, Conde de Lautréamont, Koltès e Manoel de Barros.

O LUGAR surge graças à verba pública (I Programa Municipal de Fomento à Dança lei 4.071/2005), e fará jus a ela, ampliando o acesso do público às criações e produções em artes cênicas contemporâneas.

O LUGAR aberto!

O LUGAR foi inaugurado no dia 05/05/2007.

PROGRAMAÇÃO COMEMORATIVA

1- COMEMORAÇÃO DE 10 ANOS DO ESPAÇO CÊNICO O LUGAR – 05 de maio de 2017 – às 23h. “FESTA LUGAR CORPOS MISTURA FINA EM MOVIMENTO”seguindo com temporadas, Mostras e nova montagem.  Para algumas destas ações, contamos com  “O Boticário na Dança” e  “XX Programa Municipal de Fomento à Dança de São Paulo”.

ARTES CÊNICAS

2TEMPORADAS DE REPERTÓRIO da Cia. Corpos Nômades

  • Temporada de repertório da Cia. Corpos Nômades com o espetáculo “HOTEL LAUTRÉAMONT – OS BRUSCOS BURACOS DO SILÊNCIO” – MAIO E JUNHO/2017. Sexta e sábado às 21hs e domingo às 20hs. No Espaço Cênico O LUGAR, Rua Augusta, 325. Ingressos a preços populares.   Ocorrerá uma palestra com o tradutor dos Cantos de Maldoror – de autoria do Conde de Lautréamont – Claudio Willer.
  • Temporada de repertório da Cia. Corpos Nômades com o espetáculo “O ESPECULADOR DE OLHOS INVISÍVEIS DE CARNE” – Setembro e outubro/2017. Sexta e sábado às 21hs e domingo às 20hs. No Espaço Cênico O LUGAR, Rua Augusta, 325.

LITERATURA

3- Curso de Poesia e Xamanismo com Claudio Willer

Nos dias 08, 15 e 22 de março de 2017. Número de participantes: 40 pessoas. Público alvo: pessoas acima de 16 anos interessadas no tema. Valor do ingresso: R$30,00. Quartas das 19h30 às 21h30. Os interessados podem retirar/comprar o ingresso no Espaço Cênico O LUGAR de segunda a sexta das 15h às 18h, exceto no Carnaval (dinheiro ou cartão). Quem comprar para os 3 dias, pagará meia entrada. Para reservas de ingressos enviar um mensagem para o e-mail ciacorposnomades@gmail.com, com assunto: Poesia e Xamanismo, mencionando quais os dias e  quantos ingressos.

POESIA E XAMANISMO: MAGIA E EXPRESSÃO POÉTICA

Curso com três aulas

O que é um xamã? A que modalidades de magos, feiticeiros e sacerdotes se aplica o termo? Até que ponto alguns poetas podem ser identificados a xamãs? O que em suas obras justifica essa associação? Por que uma declaração como “O Eu é um outro” de Rimbaud corresponde a algo típico do xamanismo? Qual a contribuição de Herberto Helder à compreensão das afinidades de poesia e xamanismo? Um poema como “O índio interior” da Invenção de Orfeu de Jorge de Lima pode ser lido como xamânico? O soneto “Versos dourados” de Gérard de Nerval é poesia xamânica? Cabem as associações de Antonin Artaud ao xamanismo? Quais os principais poemas que retomam o tema das descidas aos infernos ou ao reino dos mortos? O mito de Orfeu – patrono dos poetas – é xamânico?

Xamanismo e xamãs têm sido objeto de interesse crescente nas últimas décadas. Entre outras razões, pela universalidade de suas manifestações. O termo, originariamente aplicado a sacerdotes ou feiticeiros siberianos e uralo-altaicos, deve sua extensão, consideravelmente, a Mircea Eliade, autor de O xamanismo e as técnicas arcaicas do êxtase, livro de 1951, que registrou suas manifestações em povos e sociedades de diferentes lugares e períodos. Examinou iniciações com viagens aos céus e ao centro da terra, subidas e descidas ao longo de um eixo do mundo; experiências de morte e renascimento, destruição e reconstituição do corpo; utilização de substâncias psicoativas; o ocasional travestimento ou transexualidade; as provas de aquisição de poderes como profetizar, curar, deslocar-se. E a expressão através de outra linguagem –origem da poesia – possibilitando a comunicação com espíritos, animais, a natureza.

Tudo isso vem sendo retomado por antropólogos, historiadores das religiões, e também poetas e estudiosos da literatura, com o acréscimo, ainda dos depoimentos dos próprios xamãs: um bom exemplo recente é o livro A queda do céu: palavras de um xamã yanomami, de David Kopenawa e Bruce Albert – com prefácio de outro autor de contribuições importantes, Eduardo Viveiros de Castro.

Correlatamente, vem sendo observada a afinidade do xamanismo com modos de expressão poética. Temas e traços do xamanismo podem ser encontradas em uma diversidade de autores, desde Dante Alighieri, passando por William Blake, Gérard de Nerval e Rimbaud, até modernos e contemporâneos como Jorge de Lima, Antonin Artaud, Vicente Huidobro, Herberto Helder, Michael McClure, Jerome Rothemberg, Roberto Piva e outros mais recentes.

Em julho de 2016 dei uma extensa palestra a respeito. Mas não consegui cobrir todos os tópicos e autores que havia proposto. Sobrou assunto. E, desde então, novas leituras mostraram-me outras interpretações e modos originais de examinar o assunto. Daí agora programar um curso com três sessões.

O objetivo é, em primeira instância, enriquecer a leitura da poesia, possibilitando enxergar mais sentidos e novas interpretações, além de ampliar a sensibilidade dos leitores.

CRIAÇÃO, FORMAÇÃO E PESQUISA

3- Grupo de Estudos Práticos da Corpos Nômades – 2017

Grupo de estudos práticos que irá acompanhar a pesquisa para a nova montagem do “Projeto Cidade Surrealista – Corpo Patafísico Faustrólico em uma pintura Metafísica” e o trabalho de João Andreazzi junto à Cia. Corpos Nômades. Estudo sobre a coreodramaturgrafia.

Duração: 3 meses; de três a cinco vezes por semana.

Número de vagas: 06

Período: agosto, setembro e outubro de 2017. Todas as segundas, quartas e sextas das 18hs às 22hs (quando houver temporada da Cia. será às quartas quintas e sextas).

Público alvo: Intérpretes da dança e do teatro com forte vivência corporal.

Inscrições até 10/07/2017 – enviar Currículo resumido, vídeo do trabalho corporal e carta de interesse. Ocorrerá um encontro para a escolha dos participantes. Haverá uma ajuda de custo de 300 reais mensais para cada participante.

e-mail: ciacorposnomades@gmail.com

assunto: Grupo de estudos práticos da Cia. Corpos Nômades.

Mais informações: www.ciacorposnomades.art.br

O intuito deste Grupo é o de acessar artistas interessados em participar do projeto da Cia. Corpos Nômades que resultará em uma nova montagem e espetáculo de repertório, resultando em um livro/diário de bordo sobre a pesquisa realizada nos últimos anos por João Andreazzi junto à Cia. Corpos Nômades no Espaço Cênico O LUGAR.

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA

4- LUGARIZAÇÃO 2017 – Inscrições ABERTAS

Esta edição das Residências Coreográficas conecta-se com os 10 anos de Existência em Arte do Espaço Cênico O LUGAR, sede da Cia. Corpos Nômades. O norte para as escolhas dos projetos inscritos serão os que tenham temas conectados com a fusão de linguagens da dança, teatro, música, performance arte, arte popular, com temas sócio – políticos – culturais, mesclando no corpo diferentes maneiras e modos de cultuar o movimento.

Estão abertas até 14 julho de 2017 as inscrições para o LUGARIZAÇÃO: programa de residência artística no Espaço Cênico O LUGAR, sede da Cia Corpos Nômades, que tem por finalidade proporcionar um espaço onde os artistas possam desenvolver seus trabalhos de pesquisa e experimentação em dança contemporânea. O LUGARIZAÇÃO é destinado apenas a trabalhos individuais em processo, inéditos ou em re-elaboração.

O programa fornecerá a estrutura física do Espaço Cênico O Lugar (sala de ensaio, espaço para reunião e para guardar material). Ao final de três meses de trabalho, os resultados serão apresentados na X Mostra Lugar Nômade de Dança dentro do “Sessão Meia-Noite Olho Neles” e na MOSTRA GRÁTIS LUGARIZAÇÃO – 2017. Ajuda de custo de R$800,00 por mês para cada artista, durante 2 meses.

A nova edição do LUGARIZAÇÃO permitirá a residência de, no mínimo, três artistas no período de setembro e outubro de 2017 (esta data poderá ser alterada conforme a data da X Mostra Lugar Nômade de Dança).

INSCRIÇÃO

As inscrições deverão ser feitas até o dia 14 de junho de 2017, enviando a proposta de pesquisa/criação com no máximo duas páginas, currículo e vídeos de trabalhos anteriores gravados em CD ou DVD ou os links dos vídeos em sites de compartilhamento como o Youtube ou Vimeo. Enviar o material pessoalmente ou pelo correio para o endereço: Espaço Cênico O LUGAR – Rua Augusta, 325 – São Paulo/SP – CEP 01305-000; ou para o e-mail: ciacorposnomades@gmail.com, com o assunto: Lugarização 2017. Mais detalhes pelo telefone (11)3237-3224 e no site: www.ciacorposnomades.art.br

 

ARTES CÊNICAS E TROCA ARTÍSTICA

5 - II MOSTRA DE DANÇA E TEATRO SÓ SOLOS – 2017

A Cia. Corpos Nômades irá compartilhar sua sede, o “Espaço Cênico O LUGAR”, com artistas experimentais do teatro, música e dança, através das ações: LUGARIZAÇÃO, SÓ SOLOS EM AGOSTO, P-LUGAR, MOSTRA LUGAR NÔMADE DE DANÇA e SESSÃO MEIA-NOITE OLHO NELES. O intuito destas atividades é o de possibilitar aos artistas experimentadores e, principalmente, aos artistas que não possuem nenhum tipo de apoio (edital ou patrocínio) e que não possuem espaço para ensaio e/ou difusão de seus espetáculos.

Importante mencionar que a Companhia Corpos Nômades conta com o suporte, para algumas ações, do Programa Municipal de Fomento à Dança de São Paulo e do Boticário na Dança. É importante lembrar do patrocínio da Petrobrás durante os anos de 2013 até 2016.

Para cada uma destas ações será proposto um formato específico:

Será a segunda edição da Mostra Dança e Teatro SÓ SOLOS, direcionada aos criadores e performers da dança e do teatro que desejam mostrar seus espetáculos, inéditos ou não. Acontecerão duas programações, uma para cada final de semana. Serão apresentados cerca de três espetáculos por semana, durante as duas últimas semanas de agosto de 2017 (a data poderá ser alterada conforme as necessidades).

Os trabalhos poderão ter no máximo 50 minutos de duração. Os artistas convidados poderão ter alguns dias de ensaio durante o mês de agosto. A montagem ocorrerá na quinta-feira anterior à apresentação. O espaço fornecerá equipamento de luz, som, divulgação, material gráfico e um técnico para acompanhar as montagens. Cada artista deverá ter o seu próprio operador de luz e som.

As inscrições deverão ser feitas até o dia 14 de julho de 2017. Enviar proposta de pesquisa/criação de no máximo duas páginas, currículo e vídeos de trabalhos anteriores gravados em CD ou DVD ou os links dos vídeos em sites de compartilhamento como o Youtube ou Vimeo. Enviar o material pessoalmente ou pelo correio para o endereço: Espaço Cênico O LUGAR – Rua Augusta, 325 – São Paulo/SP – CEP 01305-000, ou para o e-mail: ciacorposnomades@gmail.com. Assunto: “Mostra de Dança e Teatro SÓ SOLOS – 2017”. Mais informações pelo telefone (11)3237-3224 e no site: www.ciacorposnomades.art.br

Para as ações que envolvam apresentações serão cobrados ingressos de R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia) e 75% do valor total da bilheteria será dividido entre os artistas envolvidos. Cada artista poderá deixar seu material à venda na bilheteria, como: cd, dvd, livro, camisetas,etc. Os artistas contarão com uma ajuda de custo de R$ 500,00.

MÚSICA

6-   P-LUGAR

P-LUGAR 2017 – Atividades de Músicas Experimentais Eletrônicas ou Acústicas. Durante o mês de setembro de 2017 no Espaço Cênico O LUGAR (Sala Norte). A Cia. Corpos Nômades retomou o evento P-LUGAR, concebido em 2007, no ano de 2016. Acontecerão concertos de músicos, DJs, VJs, experimentadores(as) de música, sons e outros sentidos.

O espaço fornecerá equipamento de luz, som, divulgação, assessoria de imprensa, material gráfico e um técnico para acompanhar as montagens. Cada artista deverá ter o seu próprio operador de luz e som.

Os interessados deverão enviar um e-mail para ciacorposnomades@gmail.com, com o material (descrição de carreira, áudio e vídeo do trabalho). Assunto: P-LUGAR 2017. Inscrições até 15 de julho de 2016.

Para as ações que envolvam apresentações serão cobrados ingressos de R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia) e 75% do valor total da bilheteria será dividido entre os artistas envolvidos. Cada artista poderá deixar seu material à venda na bilheteria, como: cd, dvd, livro, camisetas,etc. Os artistas contarão com uma ajuda de custo de R$500,00.

DANÇA  – TROCA ARTÍSTICA

7- X MOSTRA LUGAR NÔMADE DE DANÇA # EDIÇÃO 2017

Temos o prazer de convidar a todos os interessados a se inscreverem para a “X Mostra Lugar Nômade de Dança” – edição 2017. Como é de praxe, o Espaço Cênico O Lugar, sede da Cia. Corpos Nômades, abre suas portas para que experimentadores e investigadores da dança contemporânea dividam seus trabalhos com outros artistas e com o público em geral. A ideia da Mostra é possibilitar um espaço para a apresentação dos trabalhos, compartilhamento das pesquisas e processos criativos, discussão e reflexão das questões artísticas.

“X Mostra Lugar Nômade de Dança” acontecerá nas duas últimas semanas de outubro ou novembro de 2017 (de sexta a domingo), com cerca de três espetáculos durante cada final de semana, sendo cada semana uma programação (caso seja necessário a data da Mostra poderá ser alterada).

Dentro da programação da “X Mostra Lugar Nômade de Dança”, teremos a “Sessão Meia-Noite Olho Neles” que acontecerá nos (sábados) às 24h, com 3 ou 4 espetáculos por noite. Essas sessões serão dedicadas aos novos artistas, grupos recém-formados, coreógrafos em começo de carreira, trabalhos de conclusão de curso e/ou ainda formandos das universidades de dança.

Teremos também o “Tea-Time O LUGAR EM REFLEXÃO” nos sábados às 16hs, para discussão e reflexão sobre os trabalhos da Mostra, numa conversa aberta ao público.

Os grupos e artistas convidados contarão com cache:

  • Para apenas 1 apresentação na Sessão Meia-Noite Olho Neles, entre R$1.000,00 e R$1.500,00.
  • Para 3 apresentações na Mostra Lugar Nômade de Dança, entre R$2.500,00 e R$4.500,00, conforme o número de intérpretes.

 Aos espetáculos convidados será solicitado que não seja programada apresentações em outro Teatro ou Festival,  que esteja localizado nas proximidades do Espaço Cênico O LUGAR – São Paulo-SP,  durante o mesmo mês da data da Mostra. Caso ocorra, poderá (ão) ser canceladas a(s) apresentação(ões).

As inscrições deverão ser feitas até o dia 15 de setembro de 2017, enviando o material abaixo:

-Preencher ficha de inscrição (fazer download no site), contendo:
sinopse, release de no máximo cinco linhas, tempo de duração do espetáculo (de 25 a 45 minutos), histórico de apresentações do espetáculo, currículo do artista/companhia (material em Word);

-Vídeo do espetáculo gravado em CD ou DVD ou o link do vídeo em sites de compartilhamento como o Youtube ou Vimeo, na íntegra;

- 3 fotos (em alta resolução: 300 DPIs);

Ficha-de-Inscrição-X-Mostra-Lugar-Nômade-de-Dança-2017

Obs.: Especificar na ficha de inscrição se o espetáculo é para “X Mostra Lugar Nômade de Dança” ou para a “Sessão Meia-Noite Olho Neles”.   Enviar o material pessoalmente ou pelo correio para o endereço: Espaço Cênico O LUGAR – Rua Augusta, 325 – São Paulo/SP – CEP 01305-000, ou para o e-mail: mostralugarnomadededanca@gmail.com. Assunto X Mostra Lugar Nômade de Dança. Mais Detalhes pelo telefone 55 11 3237-3224 ou por e-mail: ciacorposnomades@gmail.com

 

NOVA MONTAGEM

8- Novo espetáculo inspirado em Dr. Faustroll de Alfred Jarry, work in progress estreiará na X MOSTRA LUGAR NôMADE DE DANÇA e seguirá em temporada no Espaço Cênico O LUGAR até 17/12/2017. Mais detalhes no site da companhia.

 

LITERATURA / FORMAÇÃO

9- Oficina “Alfred Jarry e o Doutor Faustroll; patafísica e surrealismo”, com Claudio Willer. Gratuito. Acontecerá em outubro ou novembro/2017. Mais detalhes no site da companhia.

Serão examinados, ao longo do curso e do workshop, aspectos da enorme contribuição de Alfred Jarry, o modo como foi assimilada pelo surrealismo e as possibilidades de projetá-la ou mobilizá-la como instrumental para a criação e para enriquecer o relacionamento com a vida em São Paulo.

Jarry foi autor de uma obra colossal (os três volumes de sua obra completa pela coleção Pléiade somam 4.500 páginas), abrangendo a dramaturgia, poesia e prosa. Nela se destacam as versões da peça teatral Ubu (Ubu ReiUbu AcorrentadoUbu Cornudo etc) e as narrativas O supermacho e Doutor Faustroll, recentemente publicada no Brasil, na qual é proposta e formulada a Patafísica, “ciência das soluções imaginárias”, que consiste no estudo dos epifenômenos, do aparentemente circunstancial ou irrelevante.

Encarnação radical do anarquismo individualista que permeou o simbolismo, Jarry talvez tenha sido a expressão máxima da busca da unidade entre vida e arte, autor e obra; e, conseqüentemente, da fusão entre sujeito e objeto. Foi tema de estudos biográficos e sobre boemia parisiense por suas características como personagem, excêntrico delirante, levando a seus extremos a provocação romântica e o dandismo convertido em farsa. Comportamentos que fariam com que fosse classificado como performático, portanto moderno, assim comentado por André Breton na Anthologie de l’humour noir:

Essa aliança inseparável de Jarry e do revólver (…) pode ser tomada como a chave final de seu pensamento. O revólver é aqui o traço de união paradoxal entre o mundo exterior e o mundo interior. […] a partir de Jarry, muito mais que de Wilde, a diferenciação entre vida e arte, tida por muito tempo como necessária, vai se encontrar contestada, para acabar sendo aniquilada em seu princípio.1

Jarry e os expoentes do que medeia entre pós-simbolismo e vanguarda foram sucessores de um determinado tipo de coerência, uma ética às avessas. Acreditaram na correspondência entre signo literário e vida. A exteriorização exacerbada não foi, portanto, mera curiosidade. Mostra o escritor apresentando idéias e símbolos nos dois planos, do texto e da vida. Na criação e encarnação de Ubu, do Doutor Faustroll, e em tantas outras ocasiões e episódios, Jarry pôs em ação o pensamento mágico ao identificar linguagem e realidade, querendo que o símbolo fosse ativo no plano do real. Isso levou o ensaísta Roger Shattuck a comentar que “um universo de total alucinação acabou por invadir toda a vida e a obra de Jarry”, observando ainda:

[…] aquilo que distingue Jarry de toda uma tradição de visionários, de Plotino a Rimbaud, é, antes de tudo, haver tentado, chegando quase ao suicídio, atingir um grau novo de existência, através do mimetismo literário, de confusão entre vida e arte.2

Com o acréscimo do comentário de Shattuck, vê-se, portanto, que a mirada bretoniana contribui para a interpretação de uma tentativa de superação da contradição entre o simbólico e o “real”, ou o mundo do sujeito e das coisas. Sua discussão alimentará as sessões deste curso e oficina.

Breton, André, Anthologie de l’humour noir, pg. 272.

Shattuck, Roger, The Banket Years, The Origins of the avant-garde in France; na edição francesa, Les Primitifs de L’Avant-garde, Flammarion, Paris, 1974

DANÇA

10- Workshop “A Arte da Presença”, ministrado por Sônia Mota. Gratuito. Acontecerá em outubro ou novembro/2017. Mais detalhes no site da Companhia.

A Arte da Presença é uma proposta de dança desenvolvida por Sônia Mota a partir de questionamentos pessoais referentes a algumas posturas das técnicas clássica e moderna da dança, conjugados com ideias e conceitos de Alexander Rowen, Ana Rolf, Fritjof Capra e Ken Dichtwald. A técnica ainda passeia por dicas amorosas de grandes amigos, da sua empatia pela filosofia Zen e do seu profundo desejo de integrar corpo, mente e espírito no ato de dançar. Em vez de criar uma nova linguagem, Sônia preocupou-se mais em transformar, restaurar, readaptar, reorganizar os códigos clássicos e modernos da dança. Sem ser uma técnica da improvisação, Arte da Presença improvisa com as regras do dançar. Sem ser meditação, acentua a maneira individual de dançar do dançarino. Respeita-se mais os conceitos de dinâmica, textura e individualidade do movimento que a forma em si. Em suas aulas, Sônia pontua a prática dos seguintes tópicos: – a consciência da força da gravidade – a eliminação do eixo central em favor dos eixos laterais – o diálogo/jogo entre as polaridades do corpo – as qualidades de projeção e absorção do movimento – o relaxamento muscular para facilitar a liberdade das articulações ósseas – o uso da imagem na condução e execução dos movimentos – a eliminação do compromisso de acerto – o estado de não ação na ação. Vivemos em duas diferentes realidades que acontecem sempre juntas mas que na verdade quase não tem a ver uma com a outra: a realidade do Eu, com seus referidos valores sociais e culturais, e a realidade imediata, viva e atual da presença do ser. A Arte da Presença acontece nesta segunda realidade.

Desde 1976 Sônia vem ininterruptamente aplicando seu método na Europa e no Brasil.

 

LITERATURA

11- Palestra Da Criação e Tradução de “Gestas e Opiniões do Doutor Faustroll, Pataphysico, Romance Neoscientifico”, de Alfred Jarry: A Literatura Como Viagem Pelo Tempo E Pelos Pensamentos, com Eclair Antonio Almeida Filho. Acontecerá em outubro ou novembro/2017. Gratuito. Mais detalhes no site da Companhia.

Neste evento veremos como na criação de Gestas e Opiniões do Dr. Faustroll, Pataphysico, Alfred Jarry faz uma profunda viagem linguística-literária-filosófica-lúdica pelo tempo e pelos pensamentos através de seu alter ego Dr. Faustroll, de modo que cada um dos seus 41 capítulos torna-se um momento e uma biblioteca distintos. Quanto ao processo de tradução, discutiremos como decidimos mergulhar no estudo da língua portuguesa do final do século XIX e fazê-la encenar nesta obra de Jarry. Além disso mostraremos como tratamos com a diversidade de vozes presentes em Faustroll.