INSCRIÇÕES- MoSTRA LuGAR NôMADE De DaNÇA

CHAMAMENTO para a  VIII MOSTRA LUGAR NÔMADE DE DANÇA  # EDIÇÃO 2015

IMG_0322

Temos o prazer de convidar a todos os interessados a inscreverem-se para a “VIII Mostra Lugar Nômade de Dança” – edição 2015. Como é de praxe, o Espaço Cênico O Lugar, sede da Cia. Corpos Nômades, abre suas portas para que experimentadores e investigadores da dança contemporânea compartilhem seus trabalhos com outros artistas e com o público em geral. A ideia da Mostra é a de possibilitar um espaço para a apresentação dos trabalhos, compartilhamento das pesquisas do processo criativo, discussão e reflexão das questões artísticas. A “VIII Mostra Lugar Nômade de Dança” acontecerá nos dias 23, 24, 25, 30, 31 de outubro e 01 de novembro de 2015 (de sexta a domingo), com cerca de três espetáculos por noite, sendo cada semana uma programação. (Caso seja necessário poderá ser alterada a data da Mostra).

chamamento

Dentro da programação da “VIII Mostra Lugar Nômade de Dança”, teremos a “Sessão Meia-Noite Olho Neles”, que acontecerá nos dias 24 e 31 de outubro (sábados) às 0h00, com 3 a 4 espetáculos por noite. Essas sessões serão dedicadas a novos artistas, grupos recém-formados e coreógrafos em começo de carreira . Teremos também o “Tea-Time O LUGAR EM REFLEXÃO” nos dias 24  e 31 outubro (sábados) às 16h, para discussão e reflexão sobre os trabalhos da Mostra, numa conversa aberta ao público. Os grupos e artistas convidados contarão com cachê (para apenas 1 apresentação na Sessão Meia-Noite Olho Neles entre R$1.000,00 e R$1.500,00. Para 3 apresentações na Mostra Lugar Nômade de Dança entre R$2.500,00 e R$4.500,00), conforme o número de intérpretes. OBS.:Aos espetáculos convidados será solicitado que não seja programada apresentações em outro Teatro ou Festival,   que seja localizado nas proximidades do Espaço Cênico O LUGAR,  durante o mesmo mês da data da Mostra, caso ocorra, poderá ocorrer o cancelamento da(s) apresentação(ões).

A inscrição  deverá ser feita até o dia 31 de agosto de 2015, enviando o material abaixo:

Ficha-de-Inscrição-VIII Mostra Lugar Nômade de Dança #2015

-Preencher ficha de inscrição (fazer download), contendo:
Sinopse, release com no máximo cinco linhas, tempo de duração do espetáculo (por volta de 25 a 45 minutos), histórico das apresentações do espetáculo, currículo do artista/companhia (material em Word); -Vídeo do espetáculo gravado em CD ou DVD ou o link do vídeo em sites de compartilhamento como o Youtube ou Vimeo, na íntegra; – 3 fotos (em alta resolução: 300 DPIs); Obs.: Especificar na ficha de inscrição se o espetáculo é para “VIII Mostra Lugar Nômade de Dança” ou para a “Sessão Meia-Noite Olho Neles”.   Enviar o material pessoalmente ou pelo correio para o endereço: Espaço Cênico O LUGAR – Rua Augusta, 325 – São Paulo/SP – CEP 01305-000, ou para o e-mail: mostralugarnomadededanca@gmail.com

Maiores informações por telefone 55 11 3237-3224 ou por e-mail: ciacorposnomades@gmail.com

  

Projeto “Corpo Um Lug@r Nômade”, projeto da Cia. Corpos Nômades, que desenvolve diversas atividades de criação, formação e difusão, todas conectadas com os principios e conceitos de concepção da ideia original da Cia. Corpos Nômades, os quais envolvem desde 1999, uma pesquisa voltada a noção do sentido nômade no corpo, nos corpos, nos lugares, nos pensamentos criativos e Inspirações cruciais voltadas aos pensamentos de Deleuze, Guattari e do geógrafo brasileiro Milton Santos.

Vídeo registro da V MOSTRA LUGAR NÔMADE DE DANÇA – 2012

Vídeo registro da VI MOSTRA LUGAR NÔMADE DE DANÇA – 2013

Vídeo de registro da VII Mostra Lugar Nômade de Dança de 2014 

Vídeo de registro da IV Mostra Lugar Nômade de Dança de 2011 

 

LUGARIZAÇÃO 2015

LUGARIZAÇÃO 2015 – Residências Coreográficas

A escolha dos projetos, para a Residência Coreográfica / LUGARIZAÇÃO 2015, foi muito difícil, por isto este ano contará com os procedimentos criativos de seis artistas e não de apenas três.  Estes criadores aceitaram dividir as ajudas de custos,  para que assim fosse viabilizado. Nesta edição foram em torno de 60 projetos inscritos, com um número elevado de projetos interessantes, optou-se por convidar inicialmente alguns artistas para conversar, e daí então, escolher quais os projetos participantes. Este procedimento foi importante, para que cada artista pudesse falar sobre seu processo e também conhecer um pouco sobre os outros artistas inscritos, o que foi extremamente positivo. Agradecemos muito a todos os interessados e aos artistas que aceitaram participar destas conversas, que contribuirão para o desenvolvimento de futuras edições.   Divulgamos abaixo os artistas desta edição e um pouco de seus projetos de residência.  Ótimos experimentos a todos!

Joana Ferraz 

BESTA - still

“BESTA” é o desejo de dançar para cansar o tempo das coisas, para o corpo quarar no corpo. Um estudo sobre a contemplação, sobre a revolução. É estar apenas em pé e infinitamente no mundo.

Calu Zabel 

afalsa calu“A FALSA” – O projeto pesquisa as relações entre identidade e identidade falsa x personagem para criar uma dança. 

IMG_0953Joana Ferraz e Calu Zabel (primeiro dia de residência)

Larissa Verbisk e Bruno Avoglia (músico)

IMG_0450

IMG_0960“CAVA” é um trabalho que olha para as idas, porque urge pelas voltas. Resulta do que “põe em relação”, ação-metáfora sistema sanguíneo humano. Esse é o mote disparador da criação da dança, na busca do encontro com a própria subjetividade e de uma arte que escolhe seu posicionamento diante da realidade.

Adega Olmos e Thiago Salas (músico

_MG_8884 copy

IMG_0975

CORAÇÕES PARTIDOS - “A partir do encontro entre o artista sonoro,Thiago salas e a atriz e performer Ádega Olmos, serão realizados experimentos e reflexões,a partir de um mote conceitual,cunhado na análise de estados psicológicos existentes em situações de aflição, geradas na fragmentação do ser, em relações que se interrompem, quebram, geram perdas,criam faltas e assim causam a fragmentação do ser, definida pela expressão – corações partidos.

Josefa Pereira

IMG_0987

IMG_0990

“Hidebehind” “Se a dança é de alguma maneira uma força invisível que toma o corpo para o movimento, que faz com que alguém se lance pelo espaço, poderia ela ser única e radicalmente movida pelo nosso desconhecido e invisível lado? Como dançar o desconhecido? Como dançar com as costas, ou para trás? Como dançar unicamente com este nosso lado desconhecido? Que tipo de coreografia isso faria emergir?”

Michele Carolina 

IMG_0967

Estudos Opacos

“Estudos Opacos” é uma pesquisa de movimento e dança que nasce nas ruínas e demolições geradas pela intensa ação de verticalização da cidade de São Paulo. A construção deste cenário altera profundamente as relações sociais, geopolíticas, econômicas e arquiteturais da cidade e esta pesquisa propõe-se adentrar, de forma poética, em algumas destas trincheiras urbanas. Este estudo bebe na teoria dos Territórios Opacos e Luminosos do geógrafo Milton Santos.