Última Chamada! Para inscrição na Oficina “A Arte da Presença” com Sônia Mota.

Última Chamada! Para a Oficina Gratuita “A Arte da Presença” com Sônia Mota, dentro do Projeto “CORPO UM LUG@R NÔMADE”. As inscrições encerrarão agora dia 17/02. Devido ao grande número de inscritos e as poucas vagas, pedimos que, caso ainda queira se inscrever, faça o quanto antes. HYt5pbc0aphbEY9Z8Lno2eHsfZTrWFsLy8sT1TX_RHM e-flyerOficinaTecnicaDanca

Espetáculos com inspiração na região da sede Espaço Cênico O LUGAR, onde fica o Parque Augusta.

 PARQUE AUGUSTA 100% VERDE para que São Paulo possa ter mais INSPIRAÇÃO e RESPIRAR Melhor!

O BARULHO INDISCRETO DA CHUVA, espetáculo criado em 2008, que utilizou como um dos temas, as especulações: imobiliárias, afetivas e dos sentidos. No início a personagem de uma colegial (supostamente estudante do extinto Colégio Des Oiseaux) saltava do muro de dentro para fora, logo após um aposentado corretor de imóveis ter colocado uma placa de vende na frente do casarão, com fachada datada da década de +- 20. Desde ai, a realidade fundi-se com a “surrealidade” dos fatos. O desejos secretos do existir são expostos aos poucos. Projeto contou com o Prêmio Funarte Klauss Vianna de 2007. Este projeto foi inspirado também e em prol do Parque Augusta 100% VERDE.

Outros espetáculos também inspirados na região e também no Parque Augusta.

EDIPÚS REX – A MÁQUINA DESEJANTE – 2009 – Prêmio Estimulo do Estado de São Paulo, com Patrocínio SABESP.

NA INFINITA SOLIDÃO DESSA HORA E DESSE LUGAR - 2012 . Criado com aporte do Programa Municipal de Fomento à Dança.

 

SELEÇÃO para ASSISTÊNCIA DE PRODUÇÃO.

Assistência de produção 2015

                                                        Na entrevista realizada com os interessados selecionados, será conversado sobre valores de cachês, que poderá girar entorno de R$800,00 até R$2.200,00, de acordo com a disponibilidade e dos projetos.

Dança Contemporânea-2º Semestre começa 07/07/2015

 

DSC00307

Curso de Dança Contemporânea (iniciante e intermediário) no Espaço Cênico O LUGAR, sede da Cia. Corpos Nômades (São Paulo).  

 Início das aulas no segundo Semestre acontecerá no dia 07/07/2015.

Terças das 20h00 às 22h15. 

Rua Augusta, 325 (entre as Ruas: Marquês de Paranaguá e a Caio Prado, enfrente ao Parque Augusta – São Paulo).
Número de Vagas: 20 
Público alvo: Intérpretes e estudantes de dança (iniciante e intermediário).
Valor mensal:  R$250,00 (sem taxa de matrícula), para 04 aulas no mês. Aula/Experimental ou avulsa: R$70,00.
Mais Informações: 05511.3237-3224 (período das 14h às 20h).
Importante: Confirme sua vaga encaminhando um  e-mail para  (ciacorposnomades@gmail.com), com o assunto: Aulas 2015 – 2º semestre, incluindo seu nome e telefone.

Professor João Andreazzi –  das 20h às 22h15.DSC00052

Andreazzi criou esta aula de dança contemporânea a partir de experiências corporais vivenciadas desde os anos 80. A aula, fruto de um trabalho corporal que deu origem a uma linguagem de movimentos, foi elaborada em 1999, quando o coreógrafo retornou da Holanda, após dois anos de estudo na School for New Dance and Development. Esse trabalho que também deu origem à Cia. Corpos Nômades, e que carrega princípios da idéia do nomadismo na dança, tem os seguintes preceitos: permitir a fluidez do corpo pelo espaço utilizando o próprio impulso, sem ficar preso em contagens, formas, marcas; deixar o corpo experimentar o espaço externo e interno através do movimento. No escopo do curso há uma ênfase no trabalho de chão (floor work) e na técnica de expansão das articulações partindo da fonte do movimento, respeitando os órgãos e os sistemas do corpo. Por meio desse método, Andreazzi tem propiciado uma sólida formação a muitos artistas em dança contemporânea.

banner verao

João Andreazzi,  inicia sua carreira como ator, performer, bailarino e coreógrafo na década de 1980. Em 1990, passa a pesquisar o corpo e a dedicar-se ao ensino da Dança. Coreografa nos anos 1990 os espetáculos “Película da Retina”, “Dark Lady”, “Aventurança”, “Yorick “ e “As Últimas Tentações de Santo Antão”. No período de 1996 a 1998, vive na Holanda, como bolsista do Ministério da Educação na School for New Dance and Development, em Amsterdã, onde cria três coreografias: “Under One’s Very Eyes”, “Password:003” e “Shoot in the Hood” para o Teatro Melkweg, sendo uma delas selecionada para o Nederlands Dans Dag de 1998. Ao regressar da Holanda, em 1999, desenvolve o projeto “Things – m@loc@/F@vel@ – as Coisas”, envolvendo a cultura do Hip-Hop, do samba e dos índios guaranis. Esse contato inicial resulta o projeto “corpos nômades”. Ao término do processo surge a Cia. Corpos Nômades com o espetáculo “OOZE/EZOO” (2000) que, inspirado em poemas de Samuel Beckett, funde a dança contemporânea com elementos de hip-hop e vídeo-arte. A partir de então, seu currículo funde-se ao currículo da Cia. Corpos Nômades, assinando todas as coreografias desde então. Como coreógrafo e bailarino, ganha diversos prêmios  (APCA, indicação Mambembe, Flávio Rangel, Bolsa da CAPES, Bolsa Vitae para o American Dance Festival, etc.). Como professor de dança contemporânea (criação, improvisação e técnica) vem ensinando desde 1990, em diversos locais.